O ROTTWEILLER
Padrão da Raça

Os objetivos na criação de Rottweilers são de um cão de companhia, de proteção e de utilidade, hamônico, compacto, firme e solidamente construído conforme o padrão da raça, com maior capacidade física, excelente caráter a aptidão para o trabalho. As aspirações do criador devem ser, não somente de proliferar a raça, mas sim, sempre, no sentido de manter a forma e a índole nas suas mais amplas bases e fixá-las.

Entende-se por padrão da raça, o somatório das características e propriedades que cada cão deve ter, possivelmente acentuadas, elaborado pela Associação autorizada de criadores. Assim, aparece como base um quadro ideal desejável, o assim chamado Cão Padrão. O clube de criadores do país que foi reconhecido como de origem da raça é competente para a determinação, complementação ou retificação das características da raça. No nosso caso, apresentaremos o padrão segundo a ADRK (Allgemeine Deutsche Rottweiler Klub), com sede em Sttutgart. Todos os outros países, na medida em que são membros da Federation Cynologique Internationale (FCI) ou com esa entidade tenham convênio, são obrigados a observar o padrão do país de origem, que oferece uma ampla garantia de criação e critérios de julgamento e avaliação conformes.


Padrão da Raça
FCI - Padrão número 147, de 16/01/1996.
País de Origem - Alemanha.
Utilização - Companhia, proteção e utilidade.
Clasificação - Grupo 2 (Pinscher e Schnauzers, Molossos e Boiadeiros), seção 2.1 (Molossos e cães tipo Dogue). Necessária prova de trabalho.

Aparência Geral
O Rottweiler é um cão robusto, de porte médio para grande, sem ser leve ou grosseiro, nem pernalta ou esgalgado. Sua estrutura, em corretas proporções, tem uma figura compacta, forte e bem proporcionada, mostando grande força, agilidade e persistência. Sua figura revela primitivismo, seu procedimento é autoconfiante, com firmeza de nervos e coragem. Seu olhar sereno indica boa índole. Ele reage com grande atenção diante do seu universo.

Estruturas e Proporções
O comprimento do corpo, medido da ponta do esterno à protuberância do ísquio, poderia, no máximo, exceder em 15% a altura do cão.

Comportamento e Caráter
O caráter do Rottweiler engloba o conjunto de qualidades, habilidades e atributos físicos e mentais inatos e adquiridos que determinam e regulam o seu comportamento no meio ambiente. Com relação às condições psíquicas, sua atitude é, basicamente amigável e pacífica, muito apegado, obediente, de fácil condução e ávido de trabalho. Seu temperamento, sua disposição para a movimentação e participação é moderada. Diante de um estímulo desagradável ele é duro, nervos firmes e destemido. Seus sentidos são adequadamentes desenvolvidos. Seu afeto é bem acessível e sua aprendizagem é excelente. Trata-se de um tipo robusto e bem equilibrado. Com sua credulidade, agressividade moderada e sua grande autoconfiança, ele reage às influências do meio ambiente com serenidade e cautela. Diante de uma ameaça, porém, é acionado o instinto de defesa em razão do seu espírito de luta e proteção altamente desenvolvido. À experiências dolorosas ele resiste sem medo ou hesitação. Passada a ameaça o instinto de luta se extingue relativamente rápido e se transforma numa atitude pacífica. Entre as suas demais virtudes, constam: é apegado à casa e ao quintal, instinto de guarda, possui uma boa rastreabilidade. Sua perceverança é alta, ele gosta de água e ama as crianças. Não possui uma paixão expressiva para a caça. Em maiores detalhes, os seguintes instintos e atributos de caráter são considerados desejáveis.

Para vida em companhia:
Agressividade baixa - média
Atenção alta
Autoconfiança alta
Desconfiança baixa - média
Destemor alto
Liderabilidade média - alta
Mobilidade e atividade médias
Perseverança alta
Temperamento médio

Como cão de companhia, guarda e utilidade:
Todas as qualidade anunciadas anteriormente e mais:
Alegria em trazer objetos média - alta
Coragem (destemor) alta - muito alta
Dureza alta
Espírito de luta alto - muito alto
Instinto de proteção alto - muito alto

Características de guarda:
Instinto de guarda médio
Limiar de excitação médio - alto

Aptidão para faro:
Instinto de busca médio
Instinto de rastreio alto

Deve-se observar que tais instintos e qualidades podem apresentar-se em vários graus de intensidade e que, geralmente, se fundem uns com os outros e são interrelacionados. Contudo, devem estar presentes e tão desenvolvidos quanto necessário para a eficácia da utilização.


Cabeça
Crânio: de comprimento médio, o crânio é largo entre as orelhas, a linha da testa, vista de perfil. é moderadamente arqueada. Occipital bem desenvolvido, sem ser muito protuberante. Maxilares inferiores e superiores fortes e largos. Stop e arcadas zigomáticas bem desenvolvidas. Da trufa ao canto interno do olho, deve medir aproximadamente 40% do tamanho total do crânio. Do canto do olho ao osso occipital, 60%.
Medidas desejadas de crânio:
9,5 cm - 15 cm para machos (total = 24,5 cm de crânio)
8,5 cm - 13 cm para fêmeas (total = 21,5 cm de crânio)
Couro da cabeça: Bem ajustado e pode, quando em alerta, apresentar leves rugas. O almejado seria uma cabeça sem rugas.
Focinho: Não deve parecer nem alongado nem curto em proporção ao crânio, conforme proporção acima descrita. Cana nasal reta, larga na raiz afinando moderadamente, trufa bem desenvolvida, mais para oval que para redonda, com narinas relativamente grandes e sempre na cor preta.
Lábios: Pretos, aderentes (ajustados), comissura labial fechada, gengivas escuras, clareiam em animais mais velhos.
Mandíbulas: Tanto superior quanto inferior, devem ser fortes e amplas.
Dentadura: Forte e completa (42 dentes), os incisivos apresentam mordedura em tesoura em relação aos inferiores.


Olhos
Tamanho médios, amendoados, de cor marrom profundo, pálpebras bem ajustadas.

Orelhas
Orelhas de tamanho médio, pendentes, triangulares, sem dobras, bem separadas, de inserção alta. O crânio aparenta ser mais largo quando as orelhas estão voltadas para a frente e caídas bem rente às faces.

Pescoço
O pescoço deve ser forte, moderadamente longo, bem musculoso, com uma linha superior ligeiramente arqueada subindo dos ombros, sêco, sem barbelas ou peles soltas.

Tronco
O tronco é formado por:
Dorso: O dorso deve ser reto, forte e firme.
Lombo: O lombo deve ser forte, curto e profundo.
Garupa: A garupa deve ser larga, de comprimento médio e ligeiramente arredondada, nem reta nem muito caída.
Peito: O peito deve ser espaçoso, largo e profundo, com antepeito bem desenvilvido e costelas bem arqueadas.
Ventre: Flancos não esgalgados.
Cauda: A cauda deve ser amputada e curta.
OBS: A partir de 2001 a cauda deverá ser íntegra, portada de acordo com o diagrama abaixo.


Membros
Anteriores: Vistos de frente, os membros anteriores são retos e moderadamente afastados. Vistos de perfil, os antebraços são retos. As escápulas formam um ângulo de 45 graus com a horizontal (o solo), a angulação escápulo-umeral deve ser em torno de 115 graus.
Ombros: Largos e bem colocados.
Braços: Bem ajustados ao corpo.
Antebraços: Fortemente desenvolvidos e musculosos.
Metacarpos: Levemente flexíveis, fortes, nunca escarpados.
Patas: Pés redondos, bem fechados e arqueados. Almofadas plantares rígidas, unhas curtas, pretas e fortes.
Posteriores: Vistos por trás, os membros posteriores retos e moderadamente afastados. Quando o cão estiver parado naturalmente, a coxa forma um ângulo obtuso com a garupa e com a perna, assim como a perna com o jarrete.
Coxas: Relativamente longas, largas e fortemente musculadas.
Pernas: Longas, fortes, amplamente musculadas, comandando, com vigor os poderosos e bem angulados jarretes, jamais em ângulo muito aberto.
Patas: Um poucomais alongadas que as anteriores, mas igualmente bem fechadas e arqueadas, com dedos fortes e sem ergôs.

Movimentação
O Rottweiler é um trotador, nesta movimentação ele concilia a impressão de força, resistência e determinação. O dorso permanece firme e relativamente imóvel. A evolução dos movimentos é harmônica, segura, forte e fluente, com um bom alcance de passada.


Pelagem
Formada de pêlo e subpêlo.
Pelagem: Pêlo rijo, comprimento médio, tosco, denso e assentado. Nos posteriores o pêlo é um pouco mais longo.
Subpêlo: Lanoso, não devendo ser mais longo que o pêlo.


Cor
Cor preta, com marcações de fogo bem delimitadas numa rica coloração de castanho-avermelhado nas faces, focinho, garganta, peito e pernas, bem como acima dos olhos e raiz da cauda.


Talhe
Altura na cernelha para machos: 61 a 68 cm

61 a 62cm Pequeno.
63 a 64 cm Médio.
65 a 66cm Grande, altura desejada.
67 a 68cm Muito grande. 

Escolha o Indioma